Artistas Convidados
 Guillaume Tardif - Violino

O violinista canadense Guillaume Tardif é Professor Associado do Departamento de Música da University of Alberta - Canadá. Seus principais interesses de ensino e pesquisa estão nas áreas de violino e música de câmara, além da literatura e pedagogia de instrumentos de cordas. Como solista e camerista, se apresentou nas mais importantes salas de concerto internacionais, notadamente no Carnegie-Weill Hall, onde realizou, em 2011, a primeira apresentação nos EUA dos 24 Caprichos de Paganini em versão acompanhada ao piano, de autoria do compositor francês Raymond Gallois-Montbrun. Guillaume Tardif é diretor do premiado projeto “Dare to Discover Music Concert Series” com o Enterprise Quartet, além de produtor executivo do vídeo-documentário The Genius of the Violin, apoiado pela Social Sciences and Humanities Research Council do Canadá. É também responsável por composições e arranjos, além de gravações importantes, a exemplo dos CDs intitulados Virtuoso Encores e From the Library of Joseph Szigeti. Além disso, tem apresentado trabalhos em uma série de conferências internacionais na área de música. Publicações recentes incluem Dialogues, Duels, Diets: Leclair, the French Violin School, e o trabalho 2-Violin Repertoire (Brepols, 2015), além de uma resenha do livro Ad Parnassum (Outubro de 2015).

Guillaume Tardif tem sido convidado frequentemente para se apresentar como professor-artista em universidades e festivais internacionais, e, ao mesmo tempo, promove ativamente o ensino das cordas no âmbito local, já que atua como Presidente da Alberta String Association. Guillaume Tardif estudou no Conservatoire du Québec (onde recebeu o Premier Prix de Violon, com Jean Angers) e na Eastman School of Music da Universidade de Rochester (Doctor of Musical Arts, com Oleh Krysa). Ele também atua no programa EMBA na Alberta School of Business, onde apresenta curso interdisciplinar sobre Cultura e Criatividade ( www.guillaume.tardif.com ).
    
 Paul Hsun-Ling Chou - Violino

Paul Hsun-Ling Chou, maestro e violinista, tem se apresentado em inúmeras salas de concerto internacionais e seu virtuosismo tem sido descrito como "impressionante, combinando energia elétrica e ternura". Tem apresentado concertos extensivamente em toda a América do Norte e no exterior, tocou no Brasil, Canadá, República Popular da China, República Tcheca e no Reino Unido, sempre patrocinado pela Dexter e Dorothy Baker Foundation, Air Products & Chemicals, Just Born Quality Confections Incorporated, Ingersoll-Rand e Chun Wang Industrial Gases (HK) Limited.

Depois de abdicar de uma carreira em Wall Street como consultor de sistemas e engenheiro de software, Chou fundou o Lehigh University Orchestra Program em 1993, quando passou a lecionar na Lehigh University. Além de concertos no campus da própria instituição, Chou liderou a Lehigh University Philharmonic em apresentações em cinco continentes, incluindo concertos aclamados nos Estados Unidos, Áustria, China, África do Sul e Brasil. A Lehigh University Philharmonic foi convidada para participar da Oficina de Música de Curitiba, além de atuações na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e na Universidade de Caxias do Sul. Além disso, Chou passou um ano sabático em Porto Alegre, colaborando e fazendo turnês com o pianista brasileiro Ney Fialkow. Em reconhecimento às suas realizações na Universidade Lehigh, Paul Chou recebeu o Ronald J. Ulrich Endowed Chair of Orchestral Studies, o Faculty Advisor Award, o Junior Faculty Distinguished Teaching Award, além do Stabler Award for Distinguished Teaching, por indicação dos próprios estudantes.

Chou tem se apresentado como defensor das artes na American University, Universidade de Nebraska-Lincoln, na Juilliard School e de outras escolas de artes nos Estados Unidos e Canadá. Ele também atua em painéis do National Endowment for the Arts e do Lehigh Valley Arts Council na Pensilvânia, além de atuar regularmente no Linda and Mitch Hart Institute of Women Conductors, trabalhando em estreita colaboração com a Ópera de Dallas a fim de promover as carreiras de mulheres regentes. Chou é atualmente sócio sênior e Diretor Co-Managing da Global Education Practice da Korn Ferry International na Filadélfia e está trabalhando para estabelecer a Steamboat Chamber Orchestra no Colorado ao lado do violoncelista John Sant'Ambrosio. Ele gravou para o selo Magna Carta e continua a manter um cronograma ativo como violinista e consultor.

Chou realizou sua formação na Escola de Música da Indiana University, em Bloomington, mas classes de Franco Gulli e Georges Janzer, além de realizar estudos de pós-graduação na Universidade de Stony Brook. Ele reside no subúrbio da Filadélfia com sua esposa, Dra. Karen Huang e seu filho, Michael.
    
GALERIA DE ARTISTAS
  1. Guillaume Tardif - Violino
    Guillaume Tardif - Violino
    University of Alberta (Canadá)
  2. Felipe Avellar de Aquino - Violoncelo
    Felipe Avellar de Aquino - Violoncelo
    UFPB
  3. Thiago Santos - Regente
    Thiago Santos - Regente
    Orquestra Sinfônica da UFPB
  4. Sandra Aquino - Violino
    Sandra Aquino - Violino
    UFPB
  5. Luciana Noda - Piano
    Luciana Noda - Piano
    UFPB
  6. José Henrique Martins - Piano
    José Henrique Martins - Piano
    UFPB
  7. Lena johnson - Piano
    Lena johnson - Piano
    Örebro University (Suécia)
  8. Émerson Biaggi - Viola
    Émerson Biaggi - Viola
    Unicamp - São Paulo
  9. Ulisses Silva - Viola
    Ulisses Silva - Viola
    UFPB
  10. Orquestra Sinfônica da UFPB
  11.                 Paul  Hsun-Ling Chou - Violino
    Paul Hsun-Ling Chou - Violino
    Concertista Internacional (Estados Unidos)
  12. David Witten - Piano
    David Witten - Piano
    Montclair State University (EUA)
  13. Ravi Shankar Viana - Oboé
    Ravi Shankar Viana - Oboé
    UFPB
  14. 2º Festival Internacional de Música de Câmara PPGM-UFPB
  15. Heleno Feitosa Costa Filho - Fagote
    Heleno Feitosa Costa Filho - Fagote
    UFPB
  16. Cisneiro Soares de Andrade - Trompa
    Cisneiro Soares de Andrade - Trompa
    UFPB
  17. José De Arimatéia Formiga Veríssimo - Clarinete
    José De Arimatéia Formiga Veríssimo - Clarinete
    UFPB
  18. Lucas Bojikian - Piano
    Lucas Bojikian - Piano
    UFPB
  19. Renan Rezende - Flauta
    Renan Rezende - Flauta
    Descrição
 David Witten - Piano
   
O pianista David Witten tem sido descrito como um intérprete "com aquela qualidade rara e elusiva que encanta e fascina o ouvinte" (Redondel, Milão - Itália). A carreira internacional de Witten inclui concertos em turnês na Irlanda, Finlândia, Rússia, Ucrânia, México, América do Sul e China. Como recipiente da Fulbright Scholar de 1990, Witten passou cinco meses ensinando e realizando concertos em todo o Brasil. Além disso, frequentemente é convidado a voltar ao país para realizar concertos e ministrar masterclasses.

Mais perto de casa, as apresentações de Witten incluem apresentações solo com a Boston Pops Orchestra, a Pro Arte Chamber Orchestra e várias colaborações de música de câmara com o Shanghai String Quartet, como também com membros da Filarmônica de Nova York e da Boston Symphony Orchestra.

Witten também tem sido um músico extremamente atuante com a música contemporânea. Gravou a obra para piano de Nicholas Van Slyck para a Titanic Records e encomendou mais de uma dúzia de novos trabalhos para o conjunto Soli Espri, um trio de câmara que fundou em Boston com o clarinetista Chester Brezniak e a mezzo-soprano D'Anna Fortunato. Com a flautista Sue-Ellen Hershman-Tcherepnin, Witten formou Dúo Clásico com quem gravou o CD  “Música da América Latina para Piano e Flauta”, lançada no selo Musical Heritage Society. O selo Marco Polo Records lançou a gravação solo de David Witten intitulado “Piano Music of Manuel M. Ponce”. Suas gravações mais recentes, “Piano Music of Nikolai Tcherepnin”, e “Songs of Nikolai Tcherepnin”, com a soprano Elena Mindlina, foram lançadas no selo Toccata Classics. A mais nova gravação de Witten acabou de ser lançada pela Albany Records: “Solo Piano Music of Mario Castelnuovo-Tedesco”.
O envolvimento de Witten com a música não se limita unicamente à performance. Ele publicou, na condição de organizador, o importante livro “Nineteenth-Century Piano Music: Essays in Performance and Analysis” (Garland Publishing, 1997), que inclui seu estudo analítico referencial sobre as Balladesde Chopin.

Nascido em Baltimore, Maryland, Witten seus estudos iniciais no Peabody Conservatory e na Rubin Academy of Music, em Jerusalém. Seus estudos de graduação na Universidade Johns Hopkins levaram a um diploma em psicologia. Ele recebeu seu diploma de Mestrado em Belas Artes em performance de piano pela State University of New York - SUNY at Buffalo. Posteriormente graduando-se com altas honras pela Universidade de Boston, obteve o título de Doutor em Artes Musicais em performance do piano. Seus professores mais influentes foram Tinka Knopf, Benjamin Oren, Reynaldo Reyes, Walter Hautzig, Leo Smit, Anthony di Bonaventura e Dorothy Taubman. Depois de vinte anos como recitalista ativo, pianista de música de câmara e professor na área de Boston, Witten aceitou o cargo de docente na Cali School of Music na Montclair State University, onde atualmente é coordenador de estudos na área de piano. 

Como um fotógrafo entusiasta, o Professor Witten ganhou os principais prêmios em vários concursos internacionais de fotografia. Ele realizou exposições de fotografia solo em Budapeste e Milão, e suas fotografias podem ser vistas no site www.davidwitten.com .
    
 Lena Johnson - Piano
   
Nascida em Jämtland, no norte da Suécia, a pianista Lena Johnson tem uma carreira multifacetada, na qual atua como camerista, solista, pianista colaboradora e professora. Possui mestrado em música pelo Royal College of Music em Estocolmo, onde estudou com Esther Bodin-Karpe. Durante sua formação, também teve aulas com Noël Flores em Viena e participou de masterclasses no Mozarteum em Salzburg com Karl-Heinz Kämmerling e Tatjana Nikolajewa. Seus estudos de pós-graduação a levaram a Londres, onde estudou por vários anos com a pianista russa Irina Zaritskaya. Os estudos no exterior foram possíveis através de várias bolsas e prêmios, a exemplo da Royal Academy of Music, primeiro prêmio na competição de piano do British Council e do prêmio Wilhelm Freund por suas habilidades como pianista colaboradora.

Estabelecida na cidade de Estocolmo, Lena Johnson atua regularmente em toda a Suécia e no exterior, onde tem compromissos no Royal Festival Hall de Londres e na série de concertos internacionais na propriedade de Edvard Grieg "Troldhaugen" na Noruega, para citar apenas alguns. Lena já percorreu os Estados Unidos e atuou no Canadá, onde em 2001 e 2005 realizou residências no Banff Center for the Arts. Seu amor pela música de câmara levou a colaborações com vários instrumentistas de cordas e cantores mais famosos da Suécia. Ademais, como solista, atuou com orquestras apresentando os concertos de Rachmaninoff, Beethoven, Schumann e Bach.
Como artista de gravação, lançou três CD's com obras solo e de câmara dos compositores suecos Elfrida Andrée e Wilhelm Peterson-Berger, além de CD com música americana junto ao violinista Karl-Ove Mannberg. Além disso, também fez várias gravações para a Rádio Sueca. O ensino sempre desempenhou um papel importante na carreira musical da Lena Johnson, que ocupa uma posição como docente de piano e música de câmara no Departamento de Música da Universidade de Örebro.
    
    
   ​​   
Thiago Santos – Regente

O carioca Thiago Santos foi o primeiro latino-americano contemplado com a bolsa de estudos Leverhulme Arts Scholar para o renomado programa de regência orquestral do Royal Northern College of Music, na Inglaterra. Através deste programa, entre 2014 e 2016, atuou como regente assistente das orquestras BBC Philharmonic e da Royal Liverpool Philharmonic.
            No Brasil, dirigiu a Filarmônica de Minas Gerais, Sinfônica de Porto Alegre, Sinfônica de São José dos Campos, Sinfônica da UFRJ, entre outras. Estreou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, dirigindo a montagem da ópera Savitri, de Gustav Holst, e ainda colaborando em outras produções como Lo Schiavo, de Carlos Gomes, e Jenufa, de Leos Janacek. Na Inglaterra, também trabalhou com a Stockport Symphony, Nottingham Philharmonic e Manchester Camerata. Ainda na Europa, regeu a Buhoslav Martinu Philhamonie (República Tcheca) e U Artist Festival Orchestra (Ucrânia).
Vencedor do Concurso para Jovens Regentes da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (2011), em 2015 foi um dos 10 semifinalistas na Antal Dorati Competition, na Hungria, competição que reuniu mais de 120 regentes de diversos países. No mesmo ano, colaborou com membros da Mahler Chamber Orchestra regendo masterclasses orquestrais para jovens músicos na Inglaterra.
Cursou bacharelado e mestrado em regência na UFRJ com André Cardoso. Outros mentores no Brasil e no exterior foram: Sir Mark Elder, Giancarlo Guerrero, Juanjo Mena, Vasily Petrenko, Marin Alsop, Fábio Mechettie, Guillermo Scarabino. Thiago ainda colabora com a Academia Brasileira de Música, através de edições e revisões de obras de importantes compositores brasileiros, tais como: Heitor Villa-Lobos, Francisco Braga, Henrique Oswald, Mário Tavares e Ernani Aguiar. Atualmente é o maestro titular da OSUFPB – Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba.
    
   ​​  
Emerson de Biaggi - Viola

Estudou violino com a professora Lola Benda e viola sob orientação do prof. Johannes Oelsner. Durante o Bacharelado em Música no Departamento de Música da ECA-USP, foi aluno dos professores Perez Dworecki, Horácio Shaeffer e Marcelo Jaffé.  
Realizou o curso de Mestrado na Boston University (1992) estudando com Raphael Hillyer e Steven Ansell. Em seguida cursou o Doutorado  na University of California, sob orientação de Heiichiro Ohyama, Donald McInnes e Ronald Copes.  Durante este curso foi integrante do quarteto de cordas em residência no Departamento de Música da UCSC, com apresentações em várias cidades dos Estados Unidos, Inglaterra e Brasil. 

Integrou a Boston Philarmonic, a Vermont Symphony Orchestra e a Boston Modern Music Orchestra.

 Em 1997 regressou ao Brasil para integrar a Orquestra Sinfônica Estadual de São Paulo. Atualmente é professor de viola e música de câmara nos Institutos de Artes da UNESP e da UNICAMP, além de ser chefe do naipe de violas da Orquestra de Câmara da UNESP. Tem participado como professor de viola nos festivais de Curitiba, Montenegro, Juiz de Fora, e São João del Rey. 
    
   ​​​​​​   
Ravi Shankar Viana – Oboé

Professor da Universidade Federal da Paraíba, iniciou sua formação musical na Escola de Música de Brasília. Após concluir seu bacharelado em Música pela Universidade de Brasília, recebeu seu Künstlerische Ausbildung pela Escola Superior de Música de Rostock, Alemanha, sob orientação dos professores Gregor Witt e Sabine Kaselow, obtendo posteriormente o título de Mestre em Performance Musical pela Universidade Federal de Minas Gerais. Integrou diversas orquestras no Brasil e na Alemanha, dentre elas a Mecklenburgische Staatskapelle Schwerin, a Neuebrandenburger Philarmonie, Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Experimental de Repertório, a Orquestra da Universidade de São Paulo, a Orquestra de Câmara da USP e a Orquestra Sinfônica de Santo André, além de trabalhar como músico convidado do Festival Junge Künstler Bayreuth, do XII Festival Amazonas de Ópera, do XV e XVII Virtuosi (Recife) e do Festival Artes Vertentes – Festival Internacional de Artes de Tiradentes. Atualmente é membro do Centro de Estudos do Gesto Musical e Expressão da Escola de Música da Universidade Federal de Minas Gerais, onde realiza seu Doutorado em Performance Musical.
    
    
GALERIA DE ESCRITORES
  1. Marcílio Franca Filho - Jurista
    Marcílio Franca Filho - Jurista
  2. Sérgio de Castro Pinto - Poeta
    Sérgio de Castro Pinto - Poeta
  3.             Eduardo Rabenhorst - Filósofo
    Eduardo Rabenhorst - Filósofo
  4.                   Marcus Alves - Sociólogo
    Marcus Alves - Sociólogo
  5.             Bernardina Freire - Escritora
    Bernardina Freire - Escritora
  6.          Zezita Matos - Atriz
    Zezita Matos - Atriz
  7. Maria Valéria Rezende - Escritora
    Maria Valéria Rezende - Escritora
  8. 2º Festival Internacional de Música de Câmara PPGM-UFPB
   ​​   ​​
Luciana Noda – Piano

Luciana Noda é pianista paulista, Doutora e Mestre em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Bacharel em Piano pela Faculdade Santa Marcelina. Ao longo de sua carreira, estudou com Maria José Carrasqueira, Yara Bernette, Ney Fialkow, Cristina Capparelli Gerling e David Korevaar. Na Europa, estudou com Dalia Ouziel, Roy Rowat e Luis Carlos de Moura Castro.

Como solista, apresentou-se com a Orquestra de Cambra de L’Empordá (Espanha), Orquestra L’Estro Armonico de São Paulo, Orquestra de Câmara do Instituto de Artes da UNESP, Orquestra Sinfônica da Paraíba e Orquestra Sinfônica da UFPB. Pianista atuante em palcos por todo país, Luciana Noda tem realizado estreias de renomados compositores contemporâneos brasileiros como Liduíno Pitombeira, José Orlando Alves e Antonio Ribeiro.

Em 2015-2016 foi contemplada com bolsa de estudos da CAPES/Fulbright para realizar pós-doutoramento na University of Colorado-Boulder (EUA), tendo como supervisor o pianista David Korevaar.

Luciana Noda é professora de piano da Universidade Federal da Paraíba desde 2008 e integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Música desta instituição desde 2010. Tem se apresentado regularmente os resultados de suas pesquisas em congressos nacionais e internacionais. É membro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música e membro-fundadora da Associação Brasileira de Performance Musical.
    
   ​​​​​​  
José Henrique Martins – Piano

O pianista curitibano José Henrique Martins desenvolve intensa carreira artística no Brasil, Portugal e Estados Unidos. Como camerista atuou com instrumentistas do cenário nacional e internacional: trompetistas Nailson Simões (BR), Ayrton Benck (BR) e Charles Schlueter (EUA); violinistas Bartolomeij Nizziol (Polônia), Guillaume Tardif (Canadá) e Bernard Zinck (França/EUA); violoncelista Felipe Aquino (BR); violistas Timothy Deighton (Nova Zelândia/EUA) e Kate Hamilton (EUA); contrabaixista Milton Masciadri (Uruguai/EUA). Como solista atuou sob a batuta de Gustavo de Paco de Gea, Elena Herrera, Marcos Arakaki e Lutero Rodrigues.
Possui sólida formação acadêmica e musical: Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Graduação), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Mestrado) e Boston University – USA (Doutorado), estudando com Henriqueta Garcez Duarte, José Alberto Kaplan, Cristina Capparelli, Anthony di Bonaventura e Maria Clodes Jaguaribe.
José Henrique também se dedica ao registro de peças para piano e música de câmera: “Kaplan Obras Escolhidas” (1994) e “Obras para Piano (2003); “Trompete Solo Brasil” com Nailson Simões – primeiro CD registrando peças originais para trompete e piano de compositores brasileiros (selo Academia Brasileira de Música, 2001); “Música de Câmara de Eli-Eri Moura” (2005); Brassil Interpreta Compositores da Paraíba” (2008); Universal, trompa e piano com Radegundis Tavares (2009); Eli-Eri Moura – Música Instrumental (2010); José Siqueira – Música de Câmera (2010). Seu registro mais recente é o CD Vibrare em parceria com o trompetista Ayrton Benck (2015).
José Henrique tem sido convidado como pianista e professor para importantes festivais de música: Virtuosi (Recife); Festival Internacional de Música de Campina Grande; Encontro de Criatividade e Artes (Portugal); Encontro Internacional de Pianistas (Tatuí); Festivais Chopin/Schumann, Mendelssohn/Liszt, Debussy/Albeniz (Recife); CIVEBRA (Brasília).
Radicado em João Pessoa, é professor de piano nos cursos de graduação, mestrado e doutorado, UFPB.
    

   ​​   ​​​
Ulisses Silva – Viola

Professor de viola da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Dr. Ulisses Silva, natural de São Paulo, graduou-se pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), sob orientação do professor Dr. Emerson De Biaggi, e deu sequência aos seus estudos nos EUA concluindo o mestrado com distinção pela The University of New Mexico e o doutorado pela The University of Georgia. Em ambas as instituições desenvolveu trabalhos de performance e ministrou aulas de viola.
Durante seus anos na UNESP foi membro da Camerata da Unesp atuando como chefe de naipe e solista da orquestra. Em 2001 foi o vencedor do Concurso Jovens Instrumentistas de Piracicaba em São Paulo. Durante seu mestrado atuou como violista na The New Mexico Symphony por dois anos onde tocou com renomados maestros e solistas tais como YoYo Ma, Midori e Van Cliburn. Durante o mestrado também foi chefe de naipe da The University of New Mexico Symphony Orchestra. Venceu o Concerto Competition da instituição. Durante seu mestrado foi bolsista da Fundação VITAE e em 2006 recebeu bolsa integral para participar do Festival de Música de Aspen com o violista John Graham.
Neste mesmo ano iniciou seu doutorado em viola na Geórgia onde foi professor assistente da classe de viola por um ano e onde foi membro fundador do Hugh Hodgson String Quartet, o quarteto em residência da Universidade. Dr. Silva vem desenvolvendo uma carreira extensiva no âmbito acadêmico e prático. Participou como professor de diversos festivais tanto nos EUA como na América do Sul. Foi professor e recitalista convidado da 1ª Mostra de Violas da UFRN e da Semana da Música 2014 na mesma Instituição. Tocou e foi chefe de naipe de diversas orquestras nos EUA como a The Macon Symphony, a The Ocmulgee Symphony, e a The University of Georgia Symphony Orchestra atuando como solista a frente dessas orquestras; The Savannah Philharmonic, The Columbus Symphony e Valdosta Symphony e com a prestigiada Orquestra Sinfônica de Atlanta (The Atlanta Symphony). Após concluir seu doutorado deu aulas de viola e música de câmera na Reinhardt University nos EUA. Durante os quatro anos com a instituição desenvolveu e foi diretor do projeto National String Project Consortium e foi membro-fundador do quarteto de cordas de professores da universidade. Sócio-fundador da ABRAV (Associação Brasileira de Violistas) organizou o 1º Encontro Nacional de Violistas em João Pessoa-PB em 2015 e foi professor convidado e recitalista nas edições seguintes do Encontro. Atualmente, além das atividades como professor do Departamento de Música da UFPB, é, desde agosto de 2016, integrante do Quinteto da Paraíba e vem se apresentando com o grupo em diversas salas pelo Brasil.
    
    
   ​​​​​
   
Sandra Cabral de Aquino – Violino

Sandra Cabral de Aquino, violinista, é Bacharel em Música pela UFPB e Mestre pela Eastman School of Music (Rochester/Nova York – EUA). Obteve sua formação violinística com os professores Yerko Tabilo, Sally O'Reilly, Lynn Blakleslee, além de Camilla Wicks. Fez especialização na Louisiana State University, em cujo período foi violinista da Baton Rouge Symphony Orchestra. Sandra Aquino é violinista fundadora do ArtesanTrio, com o qual tem se apresentado em Festivais e realizado gravações. Recebeu a Medalha Frederic Chopin, concedida pelo Consulado Polonês, por ocasião das celebrações dos 200 anos do compositor. Em 2009 esteve nos EUA a convite da Nicholls State University, aonde realizou masterclasses e apresentou concertos de música de câmara. Atualmente é professora de violino e música de câmara do Departamento de Música da UFPB e doutora em música pelo Programa de Pós-Graduação em Música da UFPB, na área de Educação Musical.
    

    
   ​​​​​​
  
Felipe Avellar de Aquino – Violoncelo

O violoncelista paraibano Felipe Avellar de Aquino obteve sua formação musical no Brasil, como também nos Estados Unidos, país no qual residiu por seis anos.  É formado em música pela Universidade Federal da Paraíba e tem Mestrado (violoncelo/performance) na Louisiana State University. Estudou na renomada Eastman School of Music (University of Rochester - Nova York), onde obteve o título de Doutor em Artes Musicais (DMA - violoncelo/performance).  Dentre seus professores incluem-se Alan Harris, Marcy Rosen (de quem foi assistente), Dennis Parker e Nelson Campos.  Além disso, tocou nas Master-Classes dos violoncelistas Janos Starker, Aldo Parisot, Antônio Meneses e Ronald Leonard. Vem desenvolvendo intensa atividade como solista e recitalista, tendo tocado concertos sob a regência de Osvaldo D'Amore, Elena Herrera, Akira Mori, Eugene Egan, J. Alberto Kaplan, Carlos Veiga e Wolfgang Groth.  Como camerista, foi membro do Quarteto Cord'Art, no Brasil, e do Artesan String Quartet, nos EUA. Já se apresentou em diversas capitais brasileiras, como também na Argentina, Itália, EUA e Canadá. Nesta trajetória, destacam-se concerto de Gala no Palácio do Itamaraty, em Brasília, em evento promovido pelo Ministério das Relações Exteriores do Brasil e pela Embaixada do Canadá, além de concertos em Festivais de música na Itália, nas cidades de Gênova, Savona e Santa Margherita Ligure - dentro dos festivais Il Concerti di Primavera e do Corzi  Internazionali di Alto Perfezionamento Musicali. Atualmente é professor titular do Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba, aonde leciona Violoncelo e Música de Câmara. ( www.felipecello.homestead.com )
    
​​
Heleno Feitosa Costa Filho - Fagote

Heleno Feitosa Costa Filho -  Costinha - é Mestre em Música e Bacharel em Fagote e Saxofone pela Universidade Federal da Paraíba(2012, 1990 e 2001, respectivamente).
         Começou seus Estudos Musicais aos 10 anos de idade em sua cidade natal, Itaporanga-pb, com o professor Major Adauto Camilo, integrando posteriormente a “Filarmônica Cônego Manoel Firmino” do Colégio Diocesano D. João da Mata, sob a direção do mesmo. Durante os estudos de Graduação (Bacharelado em Música-Fagote e Saxofone) foi orientado pelos Professores Egon Figueroa Hidalgo e José de Arimatéia Formiga Veríssimo, na Pós Graduação foi orientado pelo professor Doutor Luis Ricardo Silva Queiroz.
         Tem sido convidado para atuar como artista e professor de fagote/saxofone em alguns dos mais importantes Festivais de Música do Brasil e para participar como solista e instrumentista de conjuntos de musica de câmara e orquestras em concertos, shows e gravações de discos ao lado de artistas renomados nacional e internacionalmente, tanto na área da Música Erudita como nas áreas da Música Popular e Comercial. Participa também como professor de saxofone nos Painés Funarte de Banda de Música desde 2007,em 2010, participou como fagotista do quinteto Latino Americano de sopros, no projeto Sonora Brasil, promovido pelo SESC, onde realizaram mais de oitenta concertos em quase todos os estados da federação.

          Foi membro fundador do grupo de saxofones  JPSax onde atuou até o ano de 2012, com o qual gravou três CDS. Lançou seu primeiro CD solo “Costinha”, no qual gravou obras de compositores paraibanos e de sua autoria, em 2005. Foi professor efetivo de Fagote/Saxofone da Universidade Federal do Rio grande do Norte de 2004 a 2008.
         Atualmente é Professor de Fagote/Saxofone da Universidade Federal da Paraíba. Em outubro de 2013 lançou o seu segundo disco solo intitulado “Duas Palhetas”.

​​

CISNEIRO SOARES DE ANDRADE  - Trompa

Possui graduação no Curso de Bacharelado em Música pela Universidade Federal da Paraíba (1989). Participou como professor de vários festivais de música, realizados em Londrina, Campos do Jordão, Brasília, Curitiba e em outras cidades brasileiras. Foi o principal trompa das Orquestras Sinfônicas do Recife, Bahia e Paraíba. Integrante do mais antigo quinteto de metais em atividade no Brasil residente no Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba - o Sexteto Brassil. Junto ao Sexteto Brassil, gravou cinco CDs e realizou diversas turnês no Brasil e no exterior (em cidades da América Latina, dos EUA e da Europa). Junto com a Orquestra Camerata de Curitiba realizou uma turnê pelo Brasil com o músico Egberto Gismonti no Projeto Brasil Musical. Participa desde 2007 do Projeto Bandas de PE do Conservatório Pernambucano de Música. Participou junto ao Quinteto Latino Americano de Sopros do Projeto Sonora Brasil do SESC – RJ realizando 85 apresentações e master class por diversas cidades do Brasil. Atualmente é vice-coordenador do PGM, Professor das disciplinas de Trompa e de Percepção Musical no Departamento de Música da Universidade Federal da Paraíba. Mestre em Música, área de Etnomusicologia e Linha de Pesquisa em Música, Cultura e Performance do Programa de Pós-Graduação em Música pela UFPB.

​​
José de Arimetéia Formiga Veríssimo - Clarinete

Bacharel em Música (clarinete) pela UFPB; Mestre em Música (clarinete) pela UFBA. Foi um dos vencedores do I Concurso Jovens Solistas da Orquestra Filarmônica do Espírito Santo (1985). 
Atuou como solista nas Orquestras: Orquestra Filarmônica do Espírito Santo (1986); 
Orquestra Sinfônica da Paraíba, 1986 (concerto n. 1 de Weber para clarinete e orquestra)regência - José Alberto Kaplan,2008 (Concerto em Mib Maior para Saxofone e Orquestra do compositor Alexandre Glazounov) regência - Osman Gióia, 2015 (Fantasia para sax soprano e Orquestra - H. Villa Lobos) regência - Ligia Amadio; 
Orquestra de Câmara da cidade de João Pessoa (2010) dentro da Mostra Internacional de Música de Olinda (MIMO);
Em 1995, atuou como clarinetista principal da Orquestra de Câmara de Curitiba em tournée nacional, dentro do projeto “Banco do Brasil Musical”, acompanhando os artistas Wagner Tiso e Paulo Moura. Nos anos 90 foi o clarinetista principal da Orquestra Filarmônica Norte-Nordeste sob a regência do maestro Aylton Escobar. Em abril de 2017 foi solista com a Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba em turnê realizada nas cidades de João Pessoa, Mossoró, Fortaleza, Teresina e São Luiz, executando a Fantasia para sax soprano e Orquestra - H. Villa Lobos, sob a regência de Thiago Santos.
Ministrou cursos de clarinete e saxofone em cidades como João Pessoa, Campina Grande, Natal/RN, Laranjeiras/SE, Viçosa/CE, Goiana/PE, Belo Jardim/PE (Virtuosi - 2016, 2017)).
Foi Clarinetista e saxofonista da Orquestra Sinfônica da Paraíba durante 25 anos.
Desde 1994, é professor de clarinete e saxofone da UFPB; membro fundador e coordenador dos grupos JPSax e Orquestra Big Band Sanhauá.

Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba

A OSUFPB é um equipamento cultural da UFPB pertencente ao Centro de Comunicação, turismo e Artes e ligado aos Departamentos de Música e Educação Musical da instituição. A Orquestra tem finalidades pedagógicas que envolvem professores e alunos da UFPB, além de contribuir para a formação de plateia para o público pessoense. Atualmente conta vinte e um músicos fixos – todos de cordas - e com a participação eventual de professores e alunos dos cursos de música da UFPB, além de colaboradores voluntários da cena sinfônica paraibana. 
A oruqestra tem a redência do Maestro Thiago Santos.
https://osufpb2016.wixsite.com/osufpb 

    
   ​​​​​
Renan Rezende - Flauta

Natural de João Pessoa na Paraíba, Renan Rezende é bacharel em flauta transversal e mestre em musicologia ambos pela Universidade Federal da Paraíba. Foi professor de flauta no II Festival Internacional de Música de Campina Grande em 2011, professor substituto de flauta na Universidade Federal do Rio Grande do Norte entre 2011 e 2014, além de professor de flauta no XIX Festival Eleazar de Carvalho em 2017 na cidade de Fortaleza. Atuou como principal flautista da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa de 2009 a 2016, e como flautista convidado da Orquestra Sinfônica da Paraíba nas temporadas de 2008 a 2014. Atua como flautista colaborador da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal da Paraíba desde a sua criação em 2013, e é flautista do Quinteto de sopros Radegundis Feitosa, no qual realiza atividades camerísticas e pedagógicas. Além disso, é flautista atuante na cena da música popular, na qual participa de gravações, shows e apresentações com artistas e grupos dos mais variados gêneros musicais.